24/11/2021 às 12h46min - Atualizada em 24/11/2021 às 12h46min

Prefeito de Teresina diz que realização do Corso e Carnaval 2022 ainda é dúvida

Outros gestores de estados do Nordeste também já se manifestaram sobre o tema

Portal Clube News
Foto Reprodução/ Internet

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), afirmou que ainda é cedo para definir sobre a realização do Corso de Teresina e do Carnaval 2022 na capital. “Por enquanto nós ainda estamos observando a pandemia internacional, estamos vivendo também a pandemia regional e local. Estamos acompanhando a evolução com profissionais especializados do COE estadual e municipal”, afirmou o gestor ao portal ClubeNews durante cerimônia de inauguração do novo Centro de Capacitação do bairro Vermelha, zona sul da capital, na manhã desta quarta-feira (24).

Vários estados do Nordeste estão definindo o planejamento para as festas carnavalescas de 2022. No Ceará, o governador do estado, Camilo Santana, se manifestou contrário à realização do de “eventos festivos com grandes aglomerações e bebidas”, e citou inclusive o Réveillon.

Já no Maranhão, a secretaria estadual de Cultura anunciou a abertura das inscrições para artistas, grupos, bandas e manifestações culturais participarem da programação do Carnaval em 2022. No dia 14 de dezembro o governo promete divulgar toda a programação da festa.

O feriado do Carnaval será nos dias 28 de fevereiro e 01 de março, segunda e terça-feira, em 2022. Em Teresina, o tradicional Corso seria comemorado no dia 19 de fevereiro. O prefeito da capital, no entanto, reforça que ainda não há planejamento ou definição quanto à festa.

“Não posso determinar que vai ter Corso ou Carnaval. Estamos acompanhando, se for favorável mediante esses especialistas poderá ter, mas neste momento não tem nem como dizer que vai ter”, completou Dr. Pessoa.

Nordeste
Gestores de outros estados nordestinos como Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe também se mostraram preocupados com o avanço de uma nova onda de Covid-19. Na Bahia, estado conhecido por uma das maiores festas de Carnaval do Brasil, a questão ganhou viés político. Governador e prefeito de Salvador se manifestaram sobre o tema, sem fechar questão.

O prefeito soteropolitano, Bruno Reis, afirmou que a realização das festividades vai depender da vacinação e de liberação por parte do Governo do Estado. Já o governador baiano Rui Costa, em pronunciamento público, revelou que tem sofrido pressão de representantes do Conselho Municipal do Carnaval (Comcar) e da comissão de vereadores de Salvador, mas que “não vai decidir sob pressão”.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://intopo.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp