19/11/2021 às 11h30min - Atualizada em 19/11/2021 às 11h45min

“Na pandemia, as comunidades terapêuticas no Piauí não pararam”, Cida Santiago

Em entrevista ao portal Intopo a Coordenadora Estadual da CENDROGAS Cida Santiago ressalta que durante a pandemia o consumo do Crack diminuiu no Piauí

In Topo
Foto Reprodução/ Portal InTopo

A Coordenadora geral da Coordenadoria de Enfrentamento às Drogas do Piauí, Cida Santiago, afirma que mesmo durante o período mais grave da pandemia do Novo Coronavírus, a população vulnerável ao consumo de drogas cresceu no Piauí.

Infelizmente na pandemia houve um grande aumento absurdo do álcool em relação às outras, este é mais fácil por ser uma droga licita, por exemplo, o crack diminuiu apesar de ser hoje a droga mais consumida no meio, principalmente dos jovens”.

Cida ressalta que para amenizar a situação, as comunidades terapêuticas não fecharam as portas durante a pandemia, mas, seguiram os protocolos de segurança para não desamparar as atividades de recuperação dos acolhidos.

“Seguimos a questão da quarentena, aqueles que estavam chegando ficavam isolados em ambientes sanitários, e quando acabasse o período de isolamento, eles se juntavam aos demais”, completa.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://intopo.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp