26/10/2021 às 11h34min - Atualizada em 26/10/2021 às 11h34min

Sarney e Flávio Dino juntos

Há indícios que a família Sarney e o governador do Maranhão estão criando uma aproximação visando as eleições de 2022

Maranhaohoje
Foto: Blog do // John Cutrim

Em reportagem de Cátia Seabra, publicada sexta-feira (22), o jornal Folha de São Paulo especula uma possível aliança do governador Flávio Dino (PSB) com o grupo Sarney visando à eleição de 2022. 

 

De acordo com a reportagem, no encontro do último dia 04 de outubro, quando procurou Sarney para pedir apoio a fim de garantir sua eleição para a cadeira de número 32 na Academia Maranhense de Letras (AML), os dois conversaram sobre política, embora Dino garanta que a sucessão estadual não esteve em pauta, mas a jornalista diz que uma aliança entre eles vem sendo costurada.

 

Dino foi eleito para a AML com 25 dos 36 votos apurados. Seu principal concorrente era o advogado, antropólogo e escritor Rossini Corrêa, que ficou com 10 votos e um terceiro concorrente, Antônio Guimarães, com um. A vaga a ser ocupada pelo governador era do seu pai, Sálvio Dino, que morreu em 2020, vítima de covid-19.

 

Segundo um membro da AML, que discorda desta sucessão hereditária implantada na instituição por acadêmicos amigos do governador, dois palácios – Governo do Estado e Poder Judiciário – trabalharam abertamente para tornar Flávio Dino imortal.

 

Política – Quanto ao debate político, o deputado estadual Roberto Costa, vice-presidente do MDB no Maranhão, ouvido pela Folha, disse que “há uma disposição de diálogo com Dino em busca de uma saída para a crise nacional”.

 

Ainda de acordo com Roberto Costa, o governador fez um aceno importante para uma possível aproximação com o MDB, ao apoiar a candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP) à presidência da Câmara dos Deputados, em fevereiro deste ano.

 

Adversária de Flávio Dino em duas eleições (2010, quando foi eleita para o quarto mandato, e 2018, quando foi derrotada), Roseana Sarney, apesar de liderar todas as pesquisas de intenção de votos para o Palácio dos Leões, deverá concorrer a uma cadeira na Câmara dos Deputados. 

 

Já o governador tem quatro pré-candidatos do seu grupo: o vice-governador Carlos Brandão, o senador Weverton Rocha e os secretários Felipe Camarão (Educação) e Simplício Araújo (Indústria e Comércio).

 

Atritos – Não é a primeira vez que Dino procura Sarney. Em 2019, ele foi ao seu encontro em Brasília (DF), depois de visitar o ex-presidente Lula, ainda na cadeia, em Curitiba (PR), depois participou de um encontro, envolvendo ainda os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

 

Flávio Dino sempre foi um crítico contundente dos Sarney, atribuindo à família tudo que existe de errado no estado. Quando assumiu o governo em 2015, disse que o estado estava arrasado e chegou a proclamar a “República do Maranhão”.

 

Ultimamente, a ex-governadora Roseana Sarney vem postando em suas redes sociais números que atestam uma piora nos índices sociais nos sete anos em que está afastada do governo, ou seja, período governado por Dino.




Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://intopo.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp