18/07/2022 às 18h13min - Atualizada em 18/07/2022 às 18h13min

Debate sobre a CPI dos combustíveis será retomado em agosto

Fonte: Ascom
Foto: Divulgação/Ascom


 

 
O presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia, deputado Henrique Pires (MDB), vai retomar o debate de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para aprofundar os esclarecimentos sobre os preços dos combustíveis praticados no Piauí. “Estamos vendo aí que mesmo depois do nivelamento da alíquota do ICMS continuamos a pagar mais caro que em todos os estados, por isso vou insistir na instalação desta CPI”, afirma. 
 
Segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo) o Piauí tem o combustível mais caro do país. A pesquisa realizada entre 10 e 16 de julho já conta com o período em que foi aprovada e sancionada a lei que reduziu a alíquota do ICMS de 31% para 18% e da qual o deputado foi o relator. O Piauí aparece com o preço mínimo de R$ 6,35 e máximo de R$ 7,55. E a capital tem o preço mais elevado entre as capitais brasileiras. “Isso precisa ser explicado. Em São Paulo se paga mais barato. Porque o teresinense tem que pagar mais caro?”, indaga o deputado. 
 
O requerimento de instalação da CPI foi lido em plenário antes do recesso e contou com dez assinaturas. Segundo o deputado oficialmente não foram apresentadas retiradas de assinaturas. “E mesmo que alguns colegas retirem eu creio que outros irão se unir a essa busca por esclarecimentos. É preciso que saibamos o que realmente está por trás disso. Não é uma CPI contra Governo ou contra postos. É uma CPI para buscar respostas”, finaliza.
 
 
 
Área de anexos
 
 
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://intopo.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp