21/10/2021 às 13h53min - Atualizada em 21/10/2021 às 13h53min

PPPs são alternativas para o Poder Público

Em entrevista ao portal Intopo, Viviane Moura fala sobre as parcerias público-privada e projetos para as eleições 2022

Foto: Intopo

A superintendente de parcerias e concessões do Piauí, Viviane Moura, falou sobre a importância das  Parcerias Público-Privadas – PPPs para o Estado, que funciona como colaboração entre público e privado para satisfazer os interesses da sociedade, e assim atender uma demanda da população.

“Através do uso de recursos financeiros das empresas, com a gestão da iniciativa privada; e o governo se mantendo como um fiscalizador, agindo como agente regulador as PPPs levaram mais benefícios para população”

Para Viviane Moura, uma das características fundamentais para que os projetos das PPPs deem certo, são as entregas dos serviços “os serviços entregues pelas Parcerias Público-Privadas devem ser de forma eficiente e com melhor qualidades, por isso que vemos investimentos financeiros feito pela iniciativa privada, para modernizar equipamentos públicos, para melhorar a infraestrutura, e no final garantir que o bem continue público”.

De acordo com a superintendente e Presidente da RedePPP, essas parcerias foram criadas no governo Lula, como uma alternativa as privatizações. 

“A privatização tira do estado o poder de manter a gestão do equipamento, do ponto de vista de fiscalização, de acompanhamento, e de retomada, já em uma PPP se ela não atingir as metas e cumprir o contrato, o estado pode retirar o privado, ou seja, se privatizou (vendeu), acabou, não é mais seu, já nas PPP com o fim do contrato o bem volta para o Estado”.

 

Eleições 2022

Viviane Moura relata que no passado não tinha pretensões políticas, pois era 100% técnica, mas que sua perspectiva mudou, porque descobriu que para fazer mais pela população é preciso se submeter ao processo eleitoral.

“2022 será um momento novo na minha carreira, apostarei em uma candidatura de Deputada Federal, pois representamos uma pauta que já se tornou nacional, já levamos o Piauí a ONU, faz sentido trabalharmos para que o Estado seja reconhecido e alvo de mais recursos, para que o desenvolvimento ocorra de fato, por isso a Câmara Federal é a mais indicada”.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://intopo.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp