20/10/2021 às 10h07min - Atualizada em 20/10/2021 às 10h07min

Relatório final da CPI será lido na manhã desta quarta feira, e indiciará o Presidente Bolsonaro e mais 67

G7 permanece unido para aprovação do Relatório da CPI da Covid - 19

Google
Senador Renan Calheiros - Relator da CPI da Covid - Foto: Agência Senado

Após incômodos, devido ao vazamento da minuta do relatório da CPI da Covid 19, feito pelo relator da Comissão o senador Renan Calheiros - MDB - Alagoas, será lido finalmente na manhã desta quarta feira (20). A versão final do relatório indiciará o presidente Jair Bolsonaro por 10 possíveis crimes, saindo do documento o crime de Genocídio Índigena, mais 65 pessoas e 02 empresas.

Em entrevista coletiva o Presidente da CPI, o Senador Omar Aziz (PSD - AM), destacou "que não havia consenso entre os senadores do G7 (a chamada cúpula da CPI) sobre os crimes de Genocídio ao Índigena e também sobre os crimes de fake news, porque de acordo com o presidente, não seria coerente, indiciar apenas o senador Flávio Bolsonaro (no caso das fake News), pois muitos parlamentares, inclusive senadores integrantes da CPI propagaram notícias falsas sobre a pandemia".

A reunião para "adoçar" os ânimos dos senadores durou mais de 5h e aconteceu na residência do Senador Tasso Jereissati (PSDB - CE) em Brasília, diferente das reuniões anteriores que ocorriam na casa de Omar Aziz e tinha como cardápio o que os próprios parlamentares definiram como "o famoso bacalhau", no encontro desta terça - feira (19) a noite, a sobremesa foi cocada. Uma mera coincidência? Com os ânimos mais tranquilos, a definição mais importante vinda dos senadores do grupo majoritário da CPI - G7: "não há racha, o relatório que será lido esta manhã, terá aprovação na próxima semana".


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://intopo.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp