14/10/2021 às 17h27min - Atualizada em 14/10/2021 às 17h27min

“Não podemos ter trinta partidos como atualmente nós temos”, Flávio Nogueira

Em entrevista ao portal InTopo o deputado fala que futurar uma eleição é uma coisa perigosa

Foto: Etevan Ribeiro /Intopo

O deputado federal Flávio Nogueira (PDT) orienta focar no partido mais forte para engajar nas eleições de 2022.  Destacando a importância de dialogar com outros partidos e seguir as regras da nova lei eleitoral.

"A nova lei eleitoral proíbe a formação de coligações e como no Brasil ainda não temos partidos fortes que são poucos, assim, os deputados e aqueles que querem disputar de fato uma vaga, no meu caso a Câmera Federal, tem que procurar um partido que já esteja bem organizado”.

O deputado comenta ainda ser cedo para apontar os rumos políticos das eleições para 2022. “Futurar uma eleição é uma coisa perigosa, porque não temos partidos fortes, temos dois, três, quatro. De certa forma é o ideal, não podemos ter trinta partidos como atualmente nós temos”, disse.

Sobre a disputa para governador do estado do Piauí, Flávio Nogueira se manteve na neutralidade em opinar sobre um nome mais forte para Palácio de Karnak.  E complementa destacando dois partidos fortes que devem encabeçar uma aliança com os outros partidos que é o PP (Partido Progressista) e o PT (Partido dos Trabalhadores).

"Então me parece que as candidaturas já estão postas pelo menos pré-candidaturas que é do Rafael Fonteles e da deputada Iracema Portella, é difícil apontar quem ganha uma eleição, primeiro precisamos saber quem vai se coligar com quem, e quando apontarem o centro a gente faz o prognóstico”, completou.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://intopo.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp