06/10/2021 às 10h16min - Atualizada em 06/10/2021 às 10h16min

PF desarticula grupo que falsificava laudos médicos para obter benefícios

No decorrer das investigações foi constatado fraude em 38 benefícios, causando um prejuízo efetivo ao INSS superior a R$ 230 mil

meionorte.com
Foto: Reprodução

A Polícia Federal, em parceria com a CGINT (Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista), deflagrou nesta quarta-feira (06) a Operação Neoplasia, com o fim de desarticular organização criminosa especializada na realização de fraudes, por meio da falsificação de exames e laudos médicos de hospitais, para obtenção de benefícios previdenciários, notadamente auxílio-doença.

A Operação mobilizou 15 Policiais Federais para o cumprimento de seis mandados judiciais, sendo três mandados de busca e apreensão e três de prisão temporária, todos expedidos pelo Juízo da 1ª Vara Federal de Teresina. 

Todos os mandados judiciais foram cumpridos no município de Picos.

No decorrer das investigações já foram identificados 190 benefícios atrelados à organização criminosa, dos quais já se constatou a fraude em 38 deles, causando, até o momento, um prejuízo efetivo ao INSS superior a R$ 230 mil.

A pedido da Polícia Federal foi determinado o bloqueio judicial das contas bancárias de três envolvidos nas fraudes identificadas.

Os investigados poderão responder pelos crimes de Organização Criminosa, Estelionato Majorado; Falsidade Ideológica e Uso de Documento Falso.

O nome NEOPLASIA decorre do fato dos investigados apresentarem-se na maioria dos casos como portadores de doenças neoplásicas (câncer), falsificando exames e atestados médicos, para fins de recebimento de benefícios previdenciários.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://intopo.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp