30/03/2022 às 21h10min - Atualizada em 30/03/2022 às 21h10min

Covid e gripe: Infecção simultânea aumenta em 2,4 vezes o risco de morte

Os doentes infectados pelos dois vírus estão mais propensos a desenvolver complicações

Redação
Reprodução/Internet


Orisco de morte é maior entre os doentes que testam positivo à Covid-19 e à gripe em simultâneo, segundo um estudo publicado na revista científica The Lancet, realizado por um grupo de cientistas da cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia.

Os investigadores avaliaram 6965 pessoas hospitalizadas com Covid-19 no Reino Unido entre 6 de fevereiro de 2020 e 8 de dezembro de 2021. No total, 227 também contraíram gripe no mesmo período. 

Os dados mostram que os doentes infectados por ambos os vírus - SARS-CoV-2 e Influenza, têm quatro vezes mais hipóteses de vir a precisar de  suporte ventilatório. Já o risco de morte para estas pessoas é 2,4 vezes maior em comparação com quem apenas testou positivo para a Covid-19.

 
Com o alívio de restrições de controle da pandemia, aumentaram os casos de flurona, palavra que resulta da combinação das palavras 'flu' (que significa gripe, em português) e ''corona'. Como o nome indica, representa situações em que um individuo é infectado por ambos os vírus. "Temos todos os motivos para esperar que a gripe circule mais amplamente à medida que as restrições forem levantadas. Veremos mais infecções simultâneas com Covid e gripe no próximo ano", escreveu o principal autor do estudo, Kenneth Baillie, na rede social Twitter.

"Devemos preparar-nos estendendo os testes para doentes hospitalizados. Se o doente tiver Covid, é preciso que faça igualmente o teste da gripe", sugere.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://intopo.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp