22/03/2022 às 15h17min - Atualizada em 22/03/2022 às 15h17min

Teresina está na 60ª posição no ranking nacional das cidades empreendedoras

PMT
A capital piauiense configura a 60ª posição no ranking nacional das melhores cidades para se empreender. É o que mostra o Índice de Cidades Empreendedoras (ICE) 2022, publicado neste mês de março pela Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) e pela Endeavor, rede formada por empreendedores que atuam em todo país. Em 2020, Teresina estava na posição 77ª.

A sexta edição da pesquisa abrange os 100 municípios brasileiros mais populosos, com destaque este ano para São Paulo, Florianópolis e Curitiba, que são as melhores cidades para se empreender no Brasil. Esta foi a primeira vez que a pesquisa realizou um comparativo com o ano anterior.

Os dados apresentados baseiam-se em sete fatores que são determinantes para o sucesso do empreendedorismo, como: ambiente regulatório; infraestrutura; mercado; capital financeiro; inovação; capital humano; e cultura empreendedora.

O capital humano foi um dos eixos em que Teresina mais se destacou. Este eixo avalia a mão de obra básica, analisando características do ensino fundamental, médio e técnico da cidade pelo acesso a essas formas de ensino, e pelo desempenho até mesmo no Enem, além da proporção de adultos com o ensino médio completo. Já para avaliar a mão de obra qualificada, mede-se a faixa mais escolarizada da população. Nele são consideradas as dinâmicas do ensino superior em relação à quantidade de concluintes em cursos considerados de alta qualidade, além do custo para as empresas contratarem profissionais em nível de direção. Nesse ponto Teresina ocupa o 30º lugar.

No eixo cultura empreendedora, a cidade sempre apresenta bons resultados, característicos de um teresinense sempre resiliente e voltado para a busca de inovação, espírito empreendedor e a uma vasta oferta de cursos voltados para a qualificação de pessoas que buscam empreender. Neste quesito, Teresina ficou na 34ª posição.

“O município de Teresina tem avançado bastante no quesito ambiente de negócios, com a implementação de ações que visam o fomento da capacidade empreendedora local, como a criação de um núcleo voltado exclusivamente para inovação e startup, este programa é o programa THEch, direcionado para o jovens empreendedores e empresas que buscam se adaptar-se a nova realidade”, esclarece o gerente de Planejamento e Orçamento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), Fábio Camelo.

Ainda, segundo o gerente, a cidade vem conquistando avanços significativos também no quesito desenvolvimento econômico, fator que também influencia nessa atual colocação. “Essa melhoria se explica com a instalação de novas empresas, tanto nos Polos Empresariais como nas diversas zonas da cidade, gerando assim mais emprego e renda. E agora com a criação da Coordenadoria Especial de Trabalho e Emprego (COESTE), o posicionamento da capital deve alavancar ainda mais nesse ranking”, finaliza o gerente.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://intopo.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp