21/01/2022 às 08h30min - Atualizada em 21/01/2022 às 08h30min

SMPM e TJ-PI estreitam parceria para levar serviços para Casa da Mulher Brasileira

Na tratativa foi pensando uma parceria, inicialmente, entre o TJ-PI e o Centro de Referência Esperança Garcia (Creg) para a criação de um novo serviço, um plantão de atendimento 24h para mulheres.

SMPM

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI), desembargador Ribamar Oliveira, recebeu nesta quinta-feira (20), a secretária Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM), Karla Berger, para tratar de parcerias entre o órgão e das ações da Casa da Mulher Brasileira (CMB) em Teresina.

Na tratativa foi pensando uma parceria, inicialmente, entre o TJ-PI e o Centro de Referência Esperança Garcia (Creg) para a criação de um novo serviço, um plantão de atendimento 24h para mulheres.

Karla Berger apresentou um relatório técnico ao magistrado. “Com essa parceria vamos trilhar um modelo de como trabalhar dentro da sede, a prioridade é garantir o funcionamento e execução da CBM de Teresina. Temos previsão que até 2023 a casa seja inaugurada”, destaca Karla. “Queremos que Teresina se torne uma cidade segura para toda e qualquer mulher”, frisa a secretária.

Com a inauguração da Casa da Mulher, o TJ-PI projeta criar um núcleo de atendimento especializado para as mulheres que tenham medidas protetivas dentro da unidade da CMB.

O desembargador ressaltou que a Casa será um meio importante para que as mulheres em situações vulneráveis se sintam mais seguras.

“O judiciário está sempre aberto para atender às demandas relacionadas às políticas públicas voltada para as mulheres. Queremos dar uma atenção imediata a essa mulher com profissionais para dar acolhimento e que ela tenha apoio maior da patrulha Maria da Penha”, disse o magistrado que ressaltou que o TJ-PI está empenhado com a parceria.

A CMB será mais uma ação afirmativa de reconhecimento aos direitos das mulheres através da Prefeitura de Teresina e oferecerá diversos serviços em um sistema integrado. A reunião também foi acompanhada pela Dra. Keila Daniele, da Comissão da Coordenadoria da Justiça do TJ.
 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://intopo.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp