17/01/2022 às 13h02min - Atualizada em 17/01/2022 às 13h02min

Datafolha: 79% dos brasileiros apoiam vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra Covid

Para 17% dos entrevistados, faixa etária não deveria ser imunizada. Pesquisa foi realizada por telefone com 2.023 pessoas, em todos os estados do país, entre os dias 12 e 13 de janeiro.

Redação
g1

Oito em cada dez brasileiros (79%) apoiam a vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19, aponta pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (17). Outros 17% rejeitam a imunização para essa faixa etária (veja no vídeo acima).

A pesquisa de opinião foi realizada por telefone com 2.023 pessoas com 16 anos ou mais, em todos os estados do país, entre os dias 12 e 13 de janeiro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Os 79% dos entrevistados de 16 anos ou mais de idade que defendem a medida equivalem a 132,5 milhões de pessoas, segundo o Datafolha.
Vacinação contra Covid-19 começou em crianças no domingo (16) no DF — Foto: Agência Saúde do DF/Divulgação


A pergunta feita aos entrevistados foi:

Na sua opinião, crianças de 5 a 11 anos deveriam ou não ser vacinadas contra a Covid?

Sim: 79%
Não: 17%
Não sabe: 4%



Na divisão por sexo, 83% das mulheres entrevistadas pela pesquisa são a favor da vacinação, contra 75% dos homens. Na outra ponta, 11% das mulheres e 22% dos homens disseram que as crianças de 5 a 11 anos não deveriam ser vacinadas.

Veja abaixo a divisão da opinião dos entrevistados por região:

Sudeste: 83% acham que as crianças de 5 a 11 anos deveriam ser vacinadas contra Covid e 14% são contrários;

Nordeste: 78% são a favor e 18%, contra;

Centro-Oeste/Norte (o levantamento agrupou essas duas regiões do Brasil): 77% a 20%;

Sul: 72% a 21%

Pretendem vacinar as crianças?

O Datafolha perguntou também se os entrevistados eram responsáveis por alguma criança na faixa etária de 5 a 11 anos e se pretendiam ou não levá-las para serem vacinadas contra a Covid-19.

Sete em cada dez participantes da pesquisa (71%) disseram não ser responsáveis por nenhuma criança nessa faixa etária. Dos 27% que disseram ser responsáveis, 22% pretendem levá-la(s) para serem imunizadas e 5% não pretendem vaciná-las.

Os 22% dos entrevistados que levarão crianças de 5 a 11 anos para serem vacinadas equivalem a 36,9 milhões de brasileiros, segundo o Datafolha. Os 5% que não pretendem levá-las equivalem a 8,4 milhões de pessoas.

A pergunta feita aos entrevistados foi:

Você é o principal responsável ou um dos responsáveis por alguma criança de 5 a 11 anos? Pretende levar essa(s) criança(s) para vacinar contra a Covid?

É responsável pela criança e pretende vaciná-la: 22%
É responsável pela criança e não pretende vaciná-la: 5%
Não sabe: 2%
Não é responsável por nenhuma criança de 5 a 11 anos: 71%



Crianças devem ir à escola?

O Datafolha perguntou também se os pais e responsáveis deveriam levar as crianças para a escola neste momento, com a explosão no número de casos confirmados de Covid-19 causada pela variante ômicron, que é mais contagiosa. A maioria acha que sim (53%), e 44% acreditam que não.

A pergunta feita aos entrevistados foi:

Na sua opinião, os pais e responsáveis deveriam ou não levar as crianças para a escola neste momento?

Sim: 53%
Não: 44%
Não sabe: 4%



Bolsonaro ajuda ou atrapalha?

A pesquisa Datafolha mostrou também que a maioria dos brasileiros (58%) acredita que o presidente Jair Bolsonaro mais atrapalha do que ajuda a vacinação de crianças contra a Covid-19. Para um quarto dos entrevistados (25%), Bolsonaro mais ajuda do que atrapalha.

A pergunta feita aos entrevistados foi:

Na sua opinião, o presidente Jair Bolsonaro está agindo mais para ajudar ou atrapalhar na vacinação de crianças contra a Covid?

Mais para ajudar: 25%
Mais para atrapalhar: 58%
Nem para ajudar nem para atrapalhar: 2%
Não sabe: 14%




Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://intopo.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp