12/01/2022 às 16h48min - Atualizada em 12/01/2022 às 16h48min

Por que o nariz 'entope' quando estamos com gripe, resfriado ou covid

Por que a lista de possíveis causas de um nariz entupido ou congestionado é tão grande? É recomendado tentar desobstruí-lo com descongestionantes e lavagens com soro ou fazer isso mais atrapalha que ajuda? E afinal, por que o nariz reage desse jeito?

Terra
Terra

Fumaça de cigarro, poeira, mudança do tempo, frio, rinite, sinusite, poluição, umidade, ar seco, pólen, forte odor, gravidez, gripe, resfriado, covid-19… Por que a lista de possíveis causas de um nariz entupido ou congestionado é tão grande? É recomendado tentar desobstruí-lo com descongestionantes e lavagens com soro ou fazer isso mais atrapalha que ajuda? E afinal, por que o nariz reage desse jeito?

Primeiro é preciso entender o complexo papel do nariz no sistema respiratório humano. Ele principalmente filtra, umedece e aquece (com o calor de vasos sanguíneos) o ar inspirado para que chegue da melhor forma aos pulmões, de onde o oxigênio será distribuído para o resto do corpo por meio do sangue.

 

O otorrinolaringologista Renato Roithmann, diretor-presidente da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, explica em entrevista à BBC News Brasil que o nariz é responsável por equilibrar o ar que inspiramos para a temperatura corporal. "É o nosso termostato (dispositivo que regula a temperatura). O nariz aquece o ar e produz muco para nos defender." E não é pouco: a mucosa nasal costuma produzir quase 1,5 litro por dia de secreção para manter as vias aéreas úmidas e ajudar a barrar e descartar partículas ou micro-organismos filtrados também por pêlos nasais.

"Quando olhamos a mucosa (a pele que reveste o nariz) no microscópio, parece um tapete, porque é cheia de pelinhos, que são os cílios. Eles ficam batendo para transportar essa secreção. Parecem algas no fundo do mar quando os vemos varrendo em direção à garganta", afirma a otorrinolaringologista Renata Lopes Mori, da clínica Otorrino Experts.

 

Mas nem sempre o nariz passa ileso ao desempenhar essas funções, e é aí que ele pode acabar entupido ou congestionado com tanto muco que às vezes ele escorre (coriza). Mori explica as diferenças sutis entre essas duas reações, que podem acontecer ao mesmo tempo no caso de doenças como gripe, resfriado ou covid-19.

No caso do nariz entupido (ou obstruído), conta Mori, isso ocorre pelo inchaço da mucosa, principalmente em uma estrutura na região inferior do nariz chamada concha nasal. "Ela é um epitélio que aumenta e diminui. Mas quando ele inflama, pode aumentar muito e acabar entupindo o nariz."

A congestão, explica ela, se dá quando o batimento dos cílios diminui e a secreção se acumula e se condensa no nariz. Tomada por esse muco, a mucosa nasal fica inflamada, com vasos sanguíneos inchados.

Em geral, esse excesso de muco é produzido pelo corpo como uma reação imunológica posterior à invasão bem-sucedida daqueles micro-organismos que conseguiram ultrapassar a barreira nasal e causar doenças nos pulmões, por exemplo. Um dos papéis dessa secreção nesse caso é combater novos invasores. Estima-se que pelo menos metade das pessoas resfriadas tenham o nariz escorrendo como um dos sintomas. Por outro lado, o excesso de muco correndo na direção oposta, ou seja, a garganta, pode causar inflamações e tosse.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://intopo.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp