08/09/2021 às 17h51min - Atualizada em 08/09/2021 às 18h09min

Lutador piauiense é campeão Pan-Americano de Jiu-jitsu nos Estados Unidos

Lívio subiu ao lugar mais alto do pódio após fazer três lutas

Ascom
Foto: Giselle Villasenor/Fotografa Jiu-jitsu

No último final de semana o piauiense Lívio Ribeiro ‘Galinho’ como é conhecido em Teresina conseguiu uma vitória importante para sua carreira. Morando nos Estados Unidos o atleta conquistou medalha de ouro no Pan-Americano IBJJF, que é a Federação Internacional da modalidade e dona das principais competições de jiu-jitsu no mundo. Lívio subiu ao lugar mais alto do pódio após fazer três lutas – o diferencial foi à faixa preta, pois o piauiense já havia conquistado a medalha de ouro na competição, mas como faixa marrom. 

O atleta conta que entrou para o esporte no ano de 2008, mas só em 2011 se tornou profissional, “Comecei a praticar esporte só para ter uma atividade física pra fazer durante o dia não levava tão a sério, depois foram aparecendo medalhas de bronze, de prata e tomei gosto pela luta, já estava vivendo intensamente e graças a Deus até hoje estou firme e forte”, afirma Lívio.

 “Essa vitória representa muito para minha carreira, pois, ganhar um pan-americano na faixa preta não é fácil e nunca vai ser. Estava dormindo mal esses dias, mas fui me sentindo bem, treinei bastante esperei muito por esse momento ainda nem acredito que venci, às vezes paro e olho a foto do pódio, completa o atleta”.

 Antes de subir ao tatame no Pan-Americano nos Estados Unidos, Lívio fez uma preparação intensa com um cronograma organizado e assim pôde chegar em seu melhor momento. Ele disputou quatro competições no mês de julho, uma em cada final de semana e conquistou medalha de ouro em todas. 

Foto: Blanca Marisa Garcia

Foto: Blanca Marisa Garcia

 “Na final disputei contra um brasileiro que já tinha perdido pra ele num Pan Americano, então essa medalha me deu um gostinho em dobro, pois, ganhei de um cara que me tirou a vitória uma vez. E com certeza lutar com um brasileiro na final vai ser sempre mais duro, pois o nível do Brasil em minha opinião sempre vai ser o melhor no jiu-jitsu”, relata Lívio.

O atleta também pontuou sobre as dificuldades de viver uma vida de atleta no Piauí e no Brasil como um todo, “Pretendo voltar ao Piauí apenas para passar férias, pois agora isso está fora da minha realidade. No Brasil ou tu trabalhas ou vira atleta, o esporte no Brasil não é muito valorizado é muito complicado ser atleta no Brasil, disse Lívio”.

Foto: Giselle Villasenor/Fotografa Jiu-jitsu

Foto: Giselle Villasenor/Fotografa Jiu-jitsu

  O próximo desafio do piauiense será no mês de dezembro quando irá disputar o Campeonato Mundial da IBJJF, em Los Angeles. “Meu projeto futuro agora é continuar treinando forte por que o mundial vai ser em dezembro e quero focar num projeto business, não posso me acomodar por que ganhei o pan, e vamos pra frente, pois, tem muita coisa boa acontecer esse ano “completou o campeão pan-americano, Lívio Ribeiro.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://intopo.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp