08/09/2021 às 11h00min - Atualizada em 08/09/2021 às 11h23min

7 de setembro: o feriado foi marcado por protestos a favor e contra o governo Bolsonaro

Apoiadores foram convocados pelo presidente para manifestação com pautas antidemocráticas e com ameaças aos ministros do Supremo e ao Congresso. Grupos contrários ao governo se reuniram para pedir a saída do presidente

G1
Foto: Agência Brasil

Protestos contra e a favor do governo do presidente Jair Bolsonaro marcaram o feriado da Independência no Brasil nesta terça-feira (7), em várias cidades do país.

 

Os atos aconteceram em meio a embates do presidente com o Supremo Tribunal Federal (STF), e em um contexto de queda na popularidade e nas avaliações sobre a administração Bolsonaro e de uma acentuada crise econômica.

 

O presidente provocou as tensões ao convocar os atos pró-governo, com pauta antidemocrática e com ameaças aos ministros do Supremo e ao Congresso.

 

Na sexta-feira, 03 de setembro, Bolsonaro disse que a manifestação pró-governo seria um "ultimato" a duas pessoas que estão "usando da força do poder" contra ele, mas sem citar nomes. Em Brasília, a avaliação é de que ele se referia aos ministros do STF Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes.

 

Os apoiadores do presidente intensificaram os chamados para os atos após a rejeição da PEC do voto impresso – uma demanda dos bolsonaristas diante de supostas fraudes nas eleições, sobre as quais não há indícios e cujas provas o próprio presidente admitiu não existiram.

 

Em contrapartida, manifestantes protestaram contra o governo Bolsonaro e a escalada da crise institucional e econômica. Diante de quase 600 mil mortos na pandemia de Covid-19, aumento de preços, do desemprego e da fome, os atos pedem a saída do presidente.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://intopo.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp