06/09/2021 às 17h23min - Atualizada em 06/09/2021 às 17h54min

Major Elizete: O protagonismo da mulher na Polícia

Confira trechos do bate-papo leve e descontraído que a major Elizete Lima concedeu ao engravatados podcast

Otopon
Foto: Otopon

A Major Elizete Lima, comandante do 13º batalhão da Polícia Militar do Piauí, responsável pela região da grande Santa Maria da Codipi, zona Norte de Teresina, concedeu uma entrevista ao Engravatados Podcast, que foi ao ar nesse sábado, 04 de setembro. Na ocasião, a major conversou sobre o início da sua carreira, seus desafios, conquistas, família, estudos, redes sociais, vaidade, dentre outras coisas.

Nascida em Piracuruca-Pi, veio para Teresina aos 13 anos, trazida pelas irmãs para ter uma oportunidade de crescimento, sempre incentivada pelo pai, sr. João Lourenço.

Pertenceu a primeira turma do curso de Direito da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), para manter o curso, dava aula no turno da manhã em duas escolas privadas e aulas de reforço à tarde. Foi motivo de manchetes por ser ela, uma mulher, a primeira colocada entre homens e mulheres no concurso da polícia militar do Piauí.

Na trajetória acadêmica ganhou uma bolsa para estudar fora do país, e quando se preparava para viajar foi chamada para fazer o curso de formação de oficiais (CFO) que durou 3 anos, nesse período passou por muitas dificuldades, relacionadas à rigidez do treinamento, chegando até a pensar em desistir.

Ao ser questionada sobre o que sentia vendo outras pessoas desistindo, a major afirma que se sente mais forte e encorajada, mas não sabe até que ponto isso é bom ou ruim.

Desde sempre é apaixonada pela sala de aula e continua sendo professora, dando aulas em todos os cursos da polícia, já foi professora na instituição que lhe formou, por dois anos na área do Direito e contabiliza 23 anos na carreira policial.

Major Elizete foi coordenadora do Programa de Erradicação às Drogas (PROERD), e como tudo que faz, antes de assumir, procurou meios de conhecimentos mais específicos e se especializou em Políticas Públicas sobre as drogas para garantir maior eficiência no projeto. Esteve à frente do PROERD durante cinco anos, com muitas vitórias para comemorar, mas a principal de todas é que nesses cinco anos nunca se deparou com nenhum infrator que tenha feito o PROERD quando era criança, isso significa dizer que aquelas crianças que fizeram o PROERD, não há registro de que tenham ingressado na criminalidade, no seu conhecimento.

“Durante esses cinco anos, nós capacitamos mais de 60 mil crianças a dizerem não as drogas e à violência, foram mais de 80 municípios que receberam o programa por conta da nossa coordenação.”

 Foto: Instagram

Foi condecorada com muitas medalhas, muitas honras, tornou-se referência nacional na área, já foi homenageada pela polícia do Maranhão, do Pernambuco, Rio de Janeiro, Tocantins e mais.  Recebeu títulos de cidadania de diversas cidades do Piauí, tais como: União, Capitão de Campos, Angical e Parnaíba.

Nas suas redes sociais recebe, diariamente, muitas mensagens de pessoas dizendo que querem ser como ela, e fica feliz em saber que inspira meninas: “essas conquistas vão fazer com que outras mulheres se inspirem e eu termino estimulando essas mulheres, dizendo a elas: olha você pode, eu nasci na beira do rio Piracuruca, estou aqui, então você também consegue”.

Sendo assim, ela faz questão de mostrar o seu trabalho nas redes sociais, o que a ajuda muito, relata que trabalha as redes sociais, totalmente, a seu favor: “quando comecei a divulgar o meu trabalho na internet, a partir dos comentários percebi que não era só para divertimento e pensei: olha que legal, vou começar a mostrar o meu trabalho aqui. Claro que vão jogar pedras na Elizete, mas o que eu faço: pego-as e construo o meu castelo”. Conta que, em apenas quatro meses que começou a usar o TikTok, já soma mais de 400 mil seguidores no aplicativo de mídia. E, confessa que usa filtros algumas vezes, quando está sem maquiagem.

Foto: Instagram

A major ressalta que não pretende desistir da política, e diz:  “Estou chegando agora, estou começando agora, estou conhecendo agora esse mundo, então me aguarda que tem muita água para rolar. ”

Piracuruquense com orgulho, afirma que só entraria na política em sua cidade natal, se fosse para prefeita e alega que ainda não se candidatou por falta de apoio.

Sempre vista bem arrumada, maquiada, perfumada, elegante e cuidadosa com a sua imagem, a Major Elizete se descreve como uma mulher muito vaidosa, mas não extravagante e fala sobre o segredo para não gastar muito: “os produtos que uso são extremamente baratos, o grande x da questão é você encontrar um produto que seja bom para a tua pele. Por exemplo, eu gosto muito dos produtos simples de marca barata, quem é mulher sabe do que eu ‘tô’ falando, têm marcas extremamente baratas e os produtos são maravilhosos.  Além disso compro vários outros produtos pela internet, o que sai ‘baratinho’, pesquiso muito e realmente, gosto de andar bem-vestida, bem maquiada, mesmo de farda ela é impecável, já falaram até do meu perfume, mas ele também é bem ‘baratinho’ (risos) ”. Surpreendentemente, usa o mesmo perfume há mais de 20 anos.

Segundo a comandante, a expectativa é de que no máximo até o ano que vem seja promovida a tenente-coronel.

 Finaliza a entrevista, anunciando que em 2022 estará de volta na política.

Confira a entrevista completa clicando no link: https://www.youtube.com/watch?v=MG2hjrbZiJA

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://intopo.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp